Magneti Marelli apresenta novos códigos de sensores de posição de borboleta

Magneti Marelli apresenta 59 novos códigos de sensores de posição de borboleta (TPS), de pressão absoluta (MAP) e de temperatura e pressão integrados (TMAP) para o mercado de reposição

A Magneti Marelli Cofap, maior empresa brasileira de aftermarket, acaba de lançar para o mercado de reposição 59 novos códigos de sensores TPS, MAP e TMAP para complementar a sua linha de produtos destinados a sistemas de injeção eletrônica de combustível. Eles chegam com as mesmas tecnologia, qualidade e confiabilidade já reconhecidas e aprovadas pelos reparadores.

Com os lançamentos, a empresa amplia significativamente seu portfolio e passa a ter 17 referências de TPS, o que significa uma cobertura de 95% da frota de veículos que utilizam esse tipo de sensor, e 52 referências de MAP E TMAP, com praticamente 100% de cobertura de frota equipados com injeção eletrônica, inclusive veículos utilitários e comerciais movidos a Diesel, sejam versões atuais, sejam as mais antigas.

Entre os diferenciais dos sensores de posição Magneti Marelli está a clara identificação da peça, com gravação da logomarca, do tradicional short code e da rastreabilidade. Estas características proporcionam mais segurança ao consumidor pois garantem a origem do produto e a sua qualidade, atestada por uma marca que acompanha a evolução dos veículos há cerca de 100 anos.

Os sensores de posição de borboleta Magneti Marelli possuem durabilidade acima da média do mercado graças à alta qualidade dos terminais e contatos. Além disso, sofrem menos ação da corrosão e menor desgaste, reduzindo a possibilidade de apresentarem falha por mau contato. Vale mencionar que são eletrônicos, garantindo maior precisão e repetibilidade.

Essencial para o funcionamento do sistema de injeção eletrônica, o TPS – localizado no corpo de borboleta – é o sensor responsável por informar à ECU – Central Eletrônica - a posição da borboleta de aceleração, que permite estimar a quantidade de ar admitida pelo motor. Com essa informação, a ECU determina a correta quantidade de combustível que deverá ser injetada.

Os sensores de pressão absoluta (MAP) e sensores de temperatura e pressão integrado (TMAP) são responsáveis pela leitura do fluxo de ar no interior do coletor de admissão. Essas informações, aliadas às informações geradas pelo TPS, também são essenciais para o correto cálculo da quantidade de combustível a ser injetada. São utilizados tanto em motores do ciclo Otto como ciclo Diesel e têm importância fundamental para o funcionamento adequado do motor.

Os produtos Magneti Marelli podem ser encontrados em todo o território nacional. Mais informações podem ser encontradas em www.mmcofap.com.br.

quinta-feira, 06 de setembro de 2018